sábado, 13 de dezembro de 2014

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Concurso - quadras alusivas - tema S. Martinho


A sala do JI 2 Can participou no Concurso de quadras alusivas/ilustrativas ao S. Martinho, tendo sido premiada...! 
He! He!.......

Os amigos revivem momentos de alegria....!

A Yara, da sala 2 Can, já regressou da Suíça... integrando-se, com naturalidade no grupo, "matando saudades" com as poucas crianças que não partiram para o 1.º Ciclo, revivendo sentimentos e  emoções..., também com a prima Vitória.


Atividade experimental de dezembro/2014 do Departamento da Educação Pré-escolar do AEPS

O Jardim-de-infância de Cans, dando cumprimento à calendarização delineada pelo Departamento da Educação Pré-escolar, realizou mais uma atividade experimental que incluiu os conceitos dissolve/ não dissolve...

Mais uma vez, as crianças tiveram a oportunidade de manipular e de experimentar diferentes materiais.., de forma ativa e empenhada... É de continuar...!

Ser cientista na Educação Pré-escolar do Agrupamento de Escolas Penafiel Sudeste (AEPS)

A aprendizagem acerca da natureza da ciência e da sua relação com a sociedade e a cultura compõe um aspeto marcante da educação em ciência, expondo uma ponte significativa entre a comunidade científica e os restantes setores da sociedade (McComas, 2000). Assim sendo, a instituição educativa desempenha um papel fulcral na construção de conhecimento na área da ciência e no incremento de capacidades, competências e atitudes que proporcionam o envolvimento quer das crianças quer da família/comunidade. “As interações sociais, são [desta forma], o âmago do desenvolvimento do pensamento e da aprendizagem” da criança (Marchão, 2012: 127).
O cientista, na faixa etária dos 3 aos 5 anos (Educação Pré-escolar), carateriza-se como sendo um “profissional” divertido, observador, atento que investiga, questiona, não se revendo nas caricaturas do cientista que usa óculos, veste bata branca, “no cientista louco ou excêntrico que, isoladamente e em sigilo realiza experiências perigosas e de resultados imprevisíveis; ou o cientista que, motivado pelo lucro, procura novos conhecimentos e produtos de forma competitiva e desleal (Aikenhead, 1988; Fort e Varney, 1989; Matthews e Davies, 1999; Reis, 2004; Reis, Rodrigues e santos, 2006).
O Jardim-de-infância, veiculando uma imagem sobre a ciência experimental como um conjunto de conhecimentos que conduzem a verdades absolutas, inquestionáveis, através da observação direta, promove a compreensão básica do conhecimento sobre o mundo e do conhecimento científico, motivando as crianças a desenvolver o raciocínio lógico, a levantar questões/hipóteses, a prever resultados e a chegar a conclusões (…), a desenvolver atitudes de índole científicas, educativas baseando-se em conceções matemáticas…
As atitudes emocionais, constituindo os alicerces para as atitudes inteletuais, são as prioritárias a desenvolver-se nas crianças da Educação Pré-escolar. O cientista do Jardim-de-infância, partilhando ideias, interage com seus pares, revelando reações emocionais, frente a situações que surgem, naturalmente.
SER CIENTISTA, no Jardim-de-infância é MANIPULAR, COMPARAR, ENVOLVER-SE ATIVAMENTE NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E NAS ATIVIDADES EXPERIMENTAIS, (…) é CRESCER!.... Daí que as educadoras do Agrupamento de Escolas Penafiel Sudeste vão continuar a “investir na [criança/] pessoa” (Nóvoa, 1992), estimulando-a a planificar as atividades a efetuar e a refletir sobre as realizadas, rentabilizando as potencialidades de cada criança. As crianças tornam-se cientistas ativos “… que procuram, constantemente, satisfazer a sua insaciável curiosidade sobre o mundo que as rodeia” (Reis, 2008: 16). Desta forma, o espirito curioso das crianças vai continuar a ser explorado e orientado na criação de situações de aprendizagem, até porque as questões, que fluem com naturalidade, sobre a grande diversidade temática são “o ponto de partida para a construção do conhecimento” (Pereira, 2002: 58).
No âmbito do Plano de Melhoria, o Departamento da Educação Pré-escolar do AEPS desenvolve, ao longo do ano letivo, o Projeto “Aprender … experimentando …” que inclui a realização de 3 atividades experimentais por período, em cada grupo de crianças que compõe o presente Departamento, tendo como grande objetivo divulgar o trabalho desenvolvido na Educação Pré-escolar, na área das ciências experimentais.

Cabeça Santa, 14 de novembro de 2014
A Coordenadora da Educação Pré-escolar
Carolina Rodrigues

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

As quatro salas do Jardim-de-infância de Cans tiveram a oportunidade de presenciar a dramatização da Lenda do S. Martinho, previamente preparada pela turma 2 C, do 1.º Ciclo (Rio de Moinhos). A presente atividade realizou-se na Be de Centro Escolar de Cans.
Foi um momento de muita animação, por ultimo, de exploração e convívio!!! É de continuar....



(:::::::)


Sabores do outono na sala do Jardim-de-infância-2 Can

Entre a experimentação de alguns sabores do outono, as crianças têm pesquisado, sobre as árvores e seus respetivos frutos, desta estação do ano, andam a construir o Livro dos frutos do outono, em parceria com as famílias, bem como andam a aprender, quadras, poemas, canções sobre alimentação, desenvolvendo, simultaneamente atividades  que envolvem o PNL. Entre outras, estas atividades perspetivam um dos objetivos primordiais na Educação Pré-escolar, designadamente, o desenvolvimento da linguagem e a compreensão da comunicação verbal.




Continuando com as novidades do grupo 2 Cans

Cá estão elas!!!

Com as cores do outono, experimentamos... construímos a árvore dos "Amigos" do outono, já que as folhas não só se vão modificando, como, também, se vão soltando....




Acerca das Ciências Experimentais - o grupo 2 Can, cumprindo a calendarização, realizou as atividades sobre flutua /não flutua, tendo-se mostrado muito interessado na manipulação, na observação atenta, espreitando mesmo o fundo do recipiente... questionando.... registando....


O Dia Mundial do Animal foi vivido entre exploração de poemas e respetiva ilustração sobre os animais, em parceria com a família... , A importância dos animais, as preferências de cada criança, caraterísticas dos animais,... foram trabalhadas... entre uma surpresa do Gonçalo Gomes, que depois foi surpreender todos os amigos do JI de Cans!...


Entre as vivências partilhadas, a Carolina do grupo 4 Can lembrou o quanto gosta dos seus animais... o Max, o Bitoque, (....), tendo adotado a Fusca, no dia a seguir ao Dia Mundial do Animal, porque o mano encontrou-a no buraco, no monte, junto à sua casa!........

A nossa Feirinha de Outono foi um sucesso! - J.I. de Lomar - Luzim




  Contou com uma maravilhosa adesão por parte dos encarregados de educação e comunidade local.

                                          Bolinhos e doce de abóbora
Mas também boa marmelada,
                                           Foi assim a nossa Feirinha
                                            Onde não faltava nada!

Com os frutos do Outono
Aprendemos sobre alimentação.
A todos os pais do Jardim
Agradecemos o empenho e colaboração.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

As nossas atividades...

 
Olá!
Nós somos os meninos do JI do Cruzeiro.
Já fizemos muitas atividades divertidas e importantes. Os nossos amigos do primeiro ciclo também participaram em algumas. Aprendemos muito uns com os outros!
Queremos agradecer aos nossos pais por nos ajudarem na realização de algumas dessas atividades.
Não se esqueçam de nos visitar, aqui no blogue, e fiquem a conhecer as nossas vivências no Jardim de Infância.




 

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Dias das Bruxas no Jardim de Bairros

O Halloween (Dia das Bruxas) é uma festa tipicamente norte-americana porém a sua celebração espalhou-se pelo mundo todo e são muitos os países que no dia 31 de outubro se fantasiam com os looks mais terríveis e saem para festejar. Mas durante esta data, os verdadeiros protagonistas são as crianças, que desejam sair pelas ruas e perguntarem: "-Doçura ou travessura?"
Hoje as crianças do Jardim de Bairros quiseram entrar na brincadeira para encantar e assustar os mais crescidos… Desfilaram pelas ruas da freguesia cantando e desafiando todos aqueles que se aproximavam para oferecer doces, intimidados com a possibilidade da travessura ser aterradora!
A família mais uma vez aceitou e participou no desafio de construir um chapéu com motivos alusivos ao tema e os trabalhos revelaram aquilo que já estamos habituados: Ideias fantásticas e originais! Todas as crianças desfilaram orgulhosamente o seu chapéu e fizeram o registo fotográfico, para mais tarde recordar!  
E como oferta de tão boa prestação todos levaram um queque de abóbora, um frasco de compota e um saquinho de doçuras.
Para o próximo ano prometem continuar a assustar carinhosamente todos aqueles que os rodeiam.






terça-feira, 28 de outubro de 2014

Dar voz à Poesia... Dia das Bibliotecas Escolares

        Este dia tem como objetivo destacar a importância das bibliotecas escolares na educação, assim como promover o gosto pela leitura. As bibliotecas escolares desempenham um papel muito importante nas escolas e são um veículo de transmissão de conhecimento, não apenas através dos livros mas também das atividades que se desenvolvem. Hoje, especialmente, vivenciou-se no Jardim-de-infância o “Dia das Bibliotecas Escolares” dando voz à poesia. A história “ A Fada Palavrinha e o Gigante das Bibliotecas” da autora Luísa Ducla Soares foi explorada entusiasticamente pelos nossos pequenos ouvintes. Toda a gente sabe que os reis têm grandes fortunas, mas de um rei que gastou todo o dinheiro numa biblioteca nunca antes se ouviu falar…Se mais desta história querem saber, os versos têm de ler… (clicar link em baixo). Para além da referida história foram declamadas quadras, relembradas algumas rimas criadas para a “Manta da Poesia” e proferidas lengalengas. E em jeito de desfecho de um dia tão poético deu-se como oficialmente aberta a Biblioteca do Jardim de Bairros que está bem fornecida de histórias que os nossos “pequenos leitores” gostam de compartilhar com a sua família, sobretudo ao fim-de-semana. E foi desta forma que vivenciamos este dia e também a poesia!
As bibliotecas são como aeroportos. São lugares de viagem.(…)
Os livros são família direta dos aviões, dos tapetes-voadores ou dos pássaros. Os livros são da família das nuvens e, como elas, sabem tornar-se invisíveis enquanto pairam, como se  entrassem para dentro do próprio ar, a ver o que existe dentro do ar que não se vê.”                              Valter Hugo Mãe

A Fada Palavrinha e o Gigante das Bibliotecas

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

“Aprendendo… Experimentando” - J.I. Bairros

As crianças, desde os primeiros anos de vida, começam a construir conhecimento sobre o mundo, manifestam curiosidade natural e desejo de saber para compreender e dar sentido ao mundo.
O ensino das ciências, enquanto desenvolvimento de capacidades ao nível dos processos científicos, promove uma aprendizagem centrada na acção e na reflexão sobre a própria acção.
O educador cria e aproveita situações em que as crianças possam manifestar as suas ideias e discuti-las com os outros, confrontá-las com a informação disponível e a evidência experimental, tomando consciência de que existem ideias diferentes das suas.
As atividades cientificas realizadas no Jardim-de-infância constitui um contexto privilegiado para a utilização de diversos procedimentos e capacidades (observar, registar, medir, comparar, contar, descrever, interpretar) que não são exclusivos da ciência, existindo por isso, uma forte conexão com outras áreas curriculares, nomeadamente com a matemática e com a língua materna. Assim, reconhecida a importância das ciências experimentais, o Departamento da Educação Pré-escolar tem em mãos o Projeto “Aprendendo… Experimentando”, incluído no Plano de Melhoria do Agrupamento.

Hoje as crianças do Jardim de Bairros deram início à primeira experiência comum a todos os Jardins, referente ao mês de outubro.
-“Flutua ou afunda?” Foi esta a questão implementada e observada pelos intervenientes que demonstraram o mesmo entusiasmo e aplicação aquando a realização de qualquer experiência que se realize em contexto de Jardim-de-infância.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Suminho... Que Bom!

No dia 16 de outubro as crianças do jardim de infância de Assento, para comemorar o 
dia mundial da alimentação ,realizaram jogos na roda dos alimentos , identificando-
os e colocando-os nas partes indicadas da mesma ,percebendo a importância de 
uma alimentação saudável. De seguida fomos fazer sumo de laranja, para beberem 
durante a refeição, tendo cada criança trazido a sua de casa . As crianças mostraram-se 
interessadas e alegres com a actividade.

domingo, 19 de outubro de 2014

Dia Mundial da Alimentação

Atividade de articulação: JI de Lomar/JI de Senhora/ Escola Básica de Lomar

     Temos andado muito atarefados a abordar as questões da alimentação… É fundamental que, desde pequeninos, aprendamos a comer bem para termos saúde. Realizamos diversas atividades que nos ajudaram a perceber quais os alimentos que devemos comer mais, o que devemos comer menos e porquê.
      O Dia Mundial da Alimentação foi celebrado em articulação com os alunos do 1º Ciclo e com os meninos do JI de Senhora. Este ano planeamos fazer espetadas de fruta. Passamos à ação na cantina, onde estava tudo organizado para essa actividade de articulação: a preparação das espetadas, seguindo um padrão matemático individual. Para as nossas espetadas ficarem ainda mais saborosas juntamos chocolate derretido (só um pouquinho). Hum, ficaram mesmos saborosas! No final, todos juntos cantamos uma canção sobre a alimentação.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Alimentação / Articulação


No dia 16 de outubro, os grupos/turmas 2, 3 e 4 do Jardim-de-infância  de Cans, interagiram entre si, celebrando o "Dia Mundial da Alimentação". Para esse fim, foi relevante a colaboração dos pais no envio de iogurtes e bananas para a confeção de um batido de fruta. Os grupos implicados, participaram, ativamente, na feitura do batido, que degustaram com bastante satisfação.


                                 Ainda, saboreando o gostoso batido, após um diálogo explicativo sobre a importância de uma alimentação completa, equilibrada e variada, as crianças visualizaram um conto sobre a alimentação saudável e participaram, de forma animada, na exploração do mesmo.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Dia Mundial da Alimentação (Jardim de Bairros)


Durante esta semana o tema de base do nosso trabalho foi a Alimentação. Entre as inúmeras atividades desenvolvidas destacamos as histórias "Eu nunca na vida comerei tomate", a "Lagartinha comilona" e o "João Comilão, Luís Troce-o-nariz e o Augusto Robusto: 3 irmãos ...e um susto" (que a Juca publicou no Bloguefólio). Também exploramos algumas músicas entre elas a canção da Alda Casqueira - https://www.youtube.com/watch?v=v1wQhPApZT4
Para além de uma necessidade fundamental, a alimentação é um dos fatores do ambiente que mais afetam a saúde. Já não basta ter acesso a bens alimentares. É necessário "saber comer" e também saber escolher os alimentos de forma e em quantidades adequadas às necessidades diárias, ao longo de diferentes fases da vida. O papel da família na alimentação e na educação alimentar das crianças é inquestionável mas a escola, e em especial o Jardim-de-infância, assume uma particular importância. Os nossos pequeninos aprenderam bem a lição: "Bem comer para bem crescer!"