sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

A nossa Festa de Natal...

   E dezembro foi passando, talvez rápido demais para as agendas dos adultos, entretanto aos olhos dos mais pequeninos parecia ainda demorar uma eternidade para a chegada do Pai Natal ao nosso Centro Escolar. Estivemos envolvidos neste espírito natalício durante estes dias com histórias, trabalhos, ensaios e muitas brincadeiras que deixavam as crianças mais eufóricas e felizes do que é habitual. 
   Hoje, finalmente, realizou-se a nossa bonita festa de natal em articulação com o 1º ciclo. Com a colaboração preciosa dos professores das AEC's de Educação Musical e Educação Física apresentaram umas coreografias fantásticas que aliciaram pequenos e graúdos
       Aqui estão algumas imagens dos mais pequeninos.
    A chegada do Pai Natal foi um momento hilariante!
    Não podemos esquecer de agradecer a ajuda fundamental do Presidente da Junta de Boelhe que colaborou nas prendas das crianças assim como no lanche surpresa de pizza e coca-cola para todos. 
 Hoje também foi dia de levarem os presentes para ofertarem à família.  Houve muita dedicação e carinho na elaboração dos mesmos. Esperamos que gostem!

   A todos as crianças, pais e comunidade que nos acompanham desejamos um Santo e Feliz Natal, com os votos sinceros de um Ano Novo cheio de Prosperidade.
   As educadoras Ana e Cristina!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

"Trazan"

Hoje fomos ver o Tarzan! Foi um espetáculo muito bonito! 
E no final tiramos uma fotografia com alguns dos artistas patinadores! 

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Passinho a passinho a caminho do Natal!!

  No nosso Jardim já paira no ar um cheirinho a Natal… As histórias, as músicas, os enfeites, as atividades e as decorações vão surgindo lentamente para conseguirmos saborear toda a magia que esta época toca nos nossos corações. Já escrevemos a carta ao Pai Natal… Porém antes de o fazer estivemos a escutar a história do João, que sugeriu ideias para os presentes neste natal. Cliquem no link para assistirem à história:
As histórias de Natal assumem, neste contexto, um papel fundamental para a interiorização do sentido do Natal, com a exploração de valores, de sentimentos importantes inerentes a esta época festiva, afastando, assim, a exagerada importância atribuída, atualmente, às prendas, ao Pai Natal e aos brinquedos.”
  Nós compreendemos bem a importância da mensagem da história e ficamos de sugerir aos nossos pais alguns presentes iguais aos pedidos pelo João. Mas mesmo assim resolvemos escrever a carta ao Pai Natal solicitando uma única e pequenina prenda para recebermos no nosso sapatinho na noite de natal.
  Envolvidos neste tema mágico quisemos decorar a nossa árvore de natal... melhor será dizer as nossas árvores de natal! Pintamos e decoramos um adorno com a nossa fotografia para colocarmos na árvore de todos os meninos do Jardim. Que catita ficou com todos nós pendurados!!!!
   A árvore da sala também ficou bem bonita com a colaboração de todos. As luzinhas, as bolas e fitas foram colocadas a preceito não esquecendo, claro, do presépio. 
  E por fim a "Árvore da família"! A fotografia não é a melhor mas como está exposta nos vidros da entrada do nosso Centro Escolar dá reflexo e não demonstra a sua beleza real. Mas o que é importante é que todos se envolveram na sua elaboração decorando-a com diferentes materiais, tornando-a na árvore mais bela de todas!

   Deixamos agora algumas imagens dos trabalhos que fomos realizando nestes últimos dias.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Um pouco da nossa semana...

Esta semana estivemos a brincar com a matemática...   
São atividades relacionadas com a vida diária que ajudam as crianças na aprendizagem do conceito numérico, através da manipulação e experimentação de materiais e fazendo raciocínios para relacionar conjuntos (associações, seriações, comparações, etc). É a partir destas experiências que as crianças começam a contar um a um os objetos dos conjuntos que formaram e lentamente por repetição e/ou memorização ficam curiosas pelo conhecimento da numeração escrita. 
Brincar a aprender é a melhor forma de crescermos em sabedoria ... 
Realizamos alguns desafios em torno das diferenças entre imagens e praticamos um jogo interativo dos opostos. Cliquem no link:
As experiências são atividades que nos agradam imenso e mais uma vez revelamos o nosso sentido crítico, a nossa capacidade de observação e resolução de problemas.
 E desta forma se despedem os pequenos matemáticos-científicos, desejando a todos um bom fim de semana. 

domingo, 20 de novembro de 2016

À descoberta do EU...

O tema do corpo humano continua a ser abordado com alguma insistência justificando-se pela necessidade de enfatizar, a partir de observações, a necessidade da criança conhecer corretamente as funções do seu corpo e estabelecer relações de movimento que lhe pertençam na sua totalidade, revelando sentimentos, emoções, experiências vivenciadas, identificando a importância de criar hábitos e atitudes integradas ao corpo possibilitando, desse modo, a construção da sua personalidade e da sua identidade. Esta semana andamos à volta do corpo (sobretudo na cabeça e nos órgãos dos sentidos nela inseridos), quem somos e como nos chamamos. A história “O corpo humano é uma casa” foi a escolhida para reforçamos conceitos.
Clique no link para assistir à história:
As atividades daí realizadas foram aliciantes para os mais pequenos. Eis algumas fotos que demonstram todo o empenho e criatividade dos nossos pequenos artistas.
As nossas salas ficaram bem giras… Estão todos pendurados ao teto! 
A musica escolhida para aprendermos recaiu na canção da Alda Casqueira "5 sentidos".
 
Para terminar a semana houve, como é habitual, a hora do conto e a história escolhida foi “O tio lobo”. E como às sextas-feiras é dia de levar livro para casa lá foram escolher a história para ser lida em família. 
Até breve! 



terça-feira, 15 de novembro de 2016

Um pouco da nossa "Escritaria"...

 “A Ratinha e a avelã” é uma história bastante promotora para abordar alguns conceitos matemáticos e linguísticos.
Clique no link para assistir à história: 
  É através das histórias/livros, que as crianças descobrem o prazer da leitura e desenvolvem a sensibilidade estética. As histórias lidas ou contadas, recontadas e inventadas pelas crianças, de memória ou a partir de imagens, são um meio de abordar o texto narrativo que, para além de outras formas de exploração, noutros domínios de expressão, suscitam o desejo de aprender a ler. O gosto e interesse pelo livro e pela palavra escrita iniciam-se na educação de infância e o educador é fundamental neste processo ao criar ambientes promotores de envolvimento com a leitura e a escrita, permitindo o desenvolvimento de atitudes e disposições positivas relativamente à aprendizagem da linguagem escrita.
   O Projeto “Escritaria” tem sido desenvolvido satisfatoriamente perante o envolvimento notório que as crianças têm demonstrado. Na nossa “árvore” vai surgindo novas folhas com palavras que posteriormente dão surgimento à construção de frases, inventadas crianças. Cabe por isso ao educador orientá-las a construírem frases corretas, quanto ao conteúdo e organização, e mobilizar formas cada vez mais complexas de estrutura sintática
   Estabelecendo depois uma ponte para a linguagem escrita procura-se no quotidiano o contacto com diferentes tipos de texto manuscrito e impresso (narrativas, listagens, descrições, tabelas…), o reconhecimento de diferentes formas que correspondem a letras, a identificação de algumas palavras ou de pequenas frases que permitam uma apropriação gradual da especificidade da escrita não só ao nível das suas convenções como da sua utilidade. Neste processo procedente de aprendizagem da escrita, as primeiras imitações que a criança faz do código escrito tornam-se progressivamente mais próximas do modelo, podendo verificar tentativas de imitação de letras e até a diferenciação de sílabas. Começando a perceberem as normas da codificação escrita, as crianças irão desejar reproduzir algumas palavras (o seu nome, o nome dos outros, palavras e/ou frases que o educador escreve, etc). 
    Deixamos aqui um pouco do que temos trabalhado neste projeto.







sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Comemoração do dia de S. Martinho!

   O santo padroeiro do nosso concelho é o S. Martinho e por conseguinte determinadas atividades e tradições são dinamizadas ao longo de alguns dias mantendo-se enraizadas na comunidade. Destacamos a feira que se realizou nas instalações do Centro Escolar e o magusto, em articulação com o 1º ciclo. Apesar das ameaças da chuva conseguimos que o sol se motivasse a comparecer e a participar, ainda que timidamente, num momento divertido de convívio e amizade. 
   Ficam aqui alguns momentos para mais tarde recordar!

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Momento Musical...

Para todos aqueles que acompanham as nossas aventuras, no nosso castelo de encantos, deixamos aqui um pequeno momento musical alusivo às temáticas abordadas nestes últimos dias.
Com todo o carinho…


quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Com cheirinho a S. Martinho!

 Com o início da semana começamos a sentir o cheirinho a S. Martinho! Principiamos o nosso trabalho com a visualização e exploração das histórias da "Maria Castanha" e da "Castanha Lili". 
    Ambas as histórias serviram de motivação para a elaboração de diversas atividades onde o entusiasmo era bem patente. Entre a picotagem, a pintura com café, carimbagem, dobragens e colagem todos "arregaçaram" mangas para concluírem os seus trabalhos com empenho e satisfação. 
 
E hoje escutamos a Lenda de S. Martinho em PPT e relembramos a música da Alda Casqueira que canta a lenda de uma forma muito gira.  

   Vejam alguns dos trabalhos alusivos à lenda...

   
    E é claro que também estivemos envolvidos a realizar o nosso colar da Maria Castanha e o suporte para colocarmos as castanhas assadinhas que amanhã teremos no nosso Magusto. 
   Cá voltaremos para mostrar essas novidades. 

sábado, 5 de novembro de 2016

Atividades com a história "Os 3 Ursos"

As histórias infantis são as melhores ferramentas a favor de um educador em contexto na sala de atividades. Com alguma imaginação pode-se utilizá-las de forma a explorar todos os seus recursos podendo-se fazer do processo ensino-aprendizagem um momento único e inesquecível aos mais pequenos.

Esta semana estivemos envolvidos com a história “Os três Ursos” e as diversas atividades desenvolvidas, trabalhadas ludicamente, possibilitaram que as crianças explorassem o imaginário, a interpretação, a experiência, a dramatização e o reconto, facilitando e despertando o interesse do aprendizado. A presente história proporciona a exploração de diversos conceitos matemáticos (contagem, seriação, ordenação, quantidade, altura, tamanho, intensidade, temperatura,…). A linguagem oral e escrita, as artes visuais e a música não foram descuradas. Deixamos aqui algumas fotografias que retratam um pouco a envolvência e as dinâmicas observadas nas atividades realizadas. 

O projeto “Aprender… experimentando”, delineado pelo Departamento Pré-escolar, continuará a ser difundido no presente ano letivo visando desenvolver o espírito crítico e a curiosidade científica, assumir uma atitude reflexiva perante os resultados e incrementar estratégias de resolução de problemas. 
Desta forma resolvemos iniciar o referido projeto, já que todos parecem estar bem integrados nas dinâmicas do Jardim, com a confeção de gelatina, uma vez que seriam reforçados determinados conceitos anteriormente trabalhados tais como o dissolver, afundar, estado líquido e estado sólido, etc… Para confecionar a gelatina as crianças depararam-se com água quente, fria e morna, tal como as papas dos 3 ursos, e observaram a passagem do estado líquido para o estado sólido das coloridas gelatinas.   
E foi uma delícia saborear a gelatina fresquinha e sólida, tal como referiram! E para culminar todas estas tarefas também houve uma música apropriada para a ocasião. Ao contrário da Caracolinhos de Ouro que não tinha boas maneiras os meninos souberam comportarem-se devidamente e fizeram questão de ver e cantar o vídeo da música da Maria Vasconcelos.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Traquinices cheias de doçuras...

Até há pouco tempo, 31 de outubro era uma data qualquer, já que não se encontrava qualquer referência com nossa cultura. Mas isso mudou. Hoje em dia é quase impossível este dia passar despercebido, sobretudo no nosso Jardim-de-infância/escola, já que são as próprias crianças que sugerem e ditam todo um conjunto de atividades e situações inerentes a este tema. E quer seja pertinente ou não abordar toda esta temática de bruxas, monstros ou vampiros foi bem patente a envolvência quer dos docentes, não docentes, crianças/alunos e encarregados de educação na decoração do nosso Centro Escolar de Boelhe. Vejam um pouco o ambiente “bruxesco” que existia em nosso redor (Confeção de bruxas realizada pelos pais/encarregados de educação dos alunos do 1º ciclo).

No Jardim-de-infância contornamos este dia com muita brincadeira e sem medo… E claro não faltaram histórias, músicas e surpresas para adoçar tanta malandrice e traquinice. 


E perante tantas bruxas só nos restava cantar a musica da Alda Casqueira “OH Bruxa má”…